A traição pode ser extremamente prejudicial para um relacionamento, afinal abala a confiança, a honestidade e o respeito, pilares de qualquer relacionamento bem-sucedido e duradouro.

E, embora pareça clichê, o comportamento do homem infiel é bem semelhante na maioria dos casos. Por exemplo, ele age como um personagem, protege desesperadamente sua privacidade e, de repente, se preocupa mais com sua aparência.

Homens que traem a esposa ou namorada podem ser incrivelmente criativos quando tentam explicar seus motivos. Uns dizem que seu comportamento não conta como traição, porque não envolve sexo de verdade. Outras vezes encontram maneiras de culpar os outros por suas escolhas, quer seja seu cônjuge, seu chefe, até mesmo a outra mulher.

A traição como fator complicador

Em geral, homens agem como se trair fosse a única solução lógica para seus problemas de relacionamento. Porém, nenhuma escolha seria mais complicada do que mentir, manipular e manter segredos importantes de uma mulher com quem ele se preocupa.

Porém, a maioria dos homens não tem esse tipo de percepção. Portanto, quando confrontados, eles minimizam, racionalizam e justificam seu comportamento com afirmações como:

“Todo cara quer fazer sexo com outras mulheres. E quando surge a oportunidade, ele a aproveita”.

“É um imperativo biológico do homem fazer sexo com quantas mulheres ele puder. Por que eu deveria ser diferente?”.

“Se eu tivesse sexo suficiente em casa, não precisaria procurar fora”.

“Não estou fazendo nada que a maioria dos meus amigos não faça. Se você não acredita em mim, pergunte a eles”.

“A culpa é da minha esposa e se fosse mais amorosa, ou atenciosa, ou calma, não precisaria de outra”.

“Se meu trabalho não fosse tão estressante, eu não precisaria aliviar com sexo online”.

“Sexo virtual não é traição, é quase como me masturbar com a revista. Não me encontro com nenhuma dessas mulheres pessoalmente. É apenas um jogo”.

“Estou apenas fazendo sexo, não me envolvo emocionalmente”.

Na psicologia, este tipo de raciocínio se chama negação. Assim, a negação é uma série de mentiras e enganos internos que as pessoas repetem a si mesmas para fazer seus comportamentos questionáveis parecerem aceitáveis.

No entanto, a negação de um homem que trai parece tão sólida quanto um castelo de cartas em uma brisa forte, mas insistirá obstinadamente que seu raciocínio é correto.

Isso, é claro, levanta a questão: por quê? Por que os homens realmente traem? E por que às vezes eles continuam depois de serem pegos? E mesmo em face de consequências indesejáveis como divórcio, problemas com os pais, perda de posição social e assim por diante?

A verdade é que todos os tipos de dinâmica podem influenciar a decisão de um homem de se envolver na traição.

Motivos da traição

Geralmente a escolha de trair é motivada por um ou mais dos seguintes fatores:

1 – Imaturidade

Uma das principais razões pelas quais os homens traem é simplesmente uma questão de imaturidade. Então, quando um homem não está pronto para dedicar-se por inteiro a um relacionamento, costuma não levar em consideração os sentimentos da parceira.

Portanto, ser imaturo também está fortemente relacionado a agir impulsivamente, pois a maioria tende a ceder às tentações e desejos básicos sem se importar ou se preocupar com as repercussões de suas ações e comportamento.

“Por muitos anos, enquanto trabalhava como bancário, saía com mulheres na hora do almoço. Quase todos os dias ia para o motel de dia e à noite, proporcionava uma vida sexual normal para minha esposa. Ela nunca desconfiou de nada”, conta S.M.C, de 42 anos. “Era uma compulsão, uma vontade desenfreada do prazer físico, mas sem envolvimento emocional”.

Ele conta que apenas com o passar dos anos e com o término do relacionamento quando a ex-mulher descobriu sua infidelidade, que decidiu “ser correto”.

Enquanto os infiéis crônicos buscam a traição por causa de distúrbios de apego e vícios sexuais mais enraizados, os homens mais saudáveis trapaceiam por causa da imaturidade.

“A maioria dos homens fica em algum ponto intermediário entre ser absolutamente fiel e ter traído uma vez, perceber que era imaturo e aprender com isso”, explica o terapeuta Robert Weiss.

Raramente os homens traem porque são infelizes, mas porque acham que podem se safar e, mais importante, porque estão dispostos a se permitir isso. Os homens pensam “bem, acabei de fazer isso, mas em todos os outros aspectos sou confiável, responsável, comprometido, apareço, sou um cara muito bom. É apenas sexo”, conclui Weiss.

2 – Suas necessidades físicas são negligenciadas

Se os homens não estão sexualmente satisfeitos, por exemplo, se a esposa recusa o sexo com frequência, eles levam essa rejeição a sério. Para o homem isso se traduz como falta de amor.

Na verdade, os homens são mais propensos a trair do que as mulheres. Quando as mulheres traem, muitas vezes estão tentando preencher um vazio emocional, sentirem-se desejadas e estimadas. É mais provável que as mulheres que se sentem menosprezadas ou ignoradas busquem a intimidade emocional de um relacionamento extraconjugal.

Um caso amoroso é mais frequentemente um parceiro de transição para a mulher, como uma forma de terminar o relacionamento. Ela está seriamente pensando em deixar seu casamento e essa outra pessoa a ajuda a fazer exatamente isso.

A falta de satisfação sexual em seu relacionamento atual também é um fator fundamental por trás da infidelidade de um homem. Segundo um estudo do periódico International Journal of Sexual Health, um dos principais motivadores na decisão de um homem ao começar um caso foi seu desejo de satisfação sexual.

Um sinal adicional de que um homem pode estar traindo é o fato de ele parar de ser fisicamente íntimo de sua parceira, pois suas necessidades sexuais estão sendo atendidas por alguém novo.

Nesse sentido, os homens relataram ao estudo que a curiosidade sexual foi um grande incentivo. E ainda, não apenas a busca pela gratificação física que os impelia a ser infiéis, mas também um forte desejo por novas experiências sexuais mais sedutoras e atraentes.

Também é interessante notar que os homens são mais propensos a trair por causa de necessidades sexuais não satisfeitas do que as mulheres.

3 – Suas necessidades emocionais não atendidas

Outro agente motivador da traição masculina diz respeito às suas necessidades e desejos emocionais. Igualmente, o estudo diz que quase 50% dos homens que traem o fazem porque se sentem emocionalmente insatisfeitos, infelizes com seu relacionamento.

Em outras palavras, os homens traem para suprir a necessidade de sentirem-se valorizados e apoiados emocionalmente. E ao invés de encontrar caminhos de validar seus sentimentos em seu relacionamento atual, procuram em outra pessoa a satisfação emocional, o apoio e a empatia que acreditam estar faltando.

Esta é a forma mais simples de preencher suas carências ao invés de, por exemplo, comunicar-se frequentemente com sua parceira, discutindo abertamente seus sentimentos e preocupações, bem como tendo expectativas realistas e sensatas da relação.

Quer os homens estejam procurando se sentir apreciados e desejados ou simplesmente procurando um ombro para chorar, a falta de realização emocional é poderosa o suficiente para levá-los a trair.

Deve-se notar que menos de 15% dos homens classificaram as mulheres com quem estavam traindo como mais bonitas e fisicamente atraentes do que sua parceira atual, o que novamente ressalta que os homens traem em grande parte devido a uma forte conexão emocional com outra pessoa.

Carência como motivador

“A traição aconteceu depois de três anos de casamento. Minha mulher se comportava como se sentisse nojo de mim”, conta o engenheiro L.A.P.S., de 48 anos. “Ela não me tocava nem para um abraço, um beijo, nada. Falava de forma ríspida o tempo todo e tomava banho de porta trancada”.

O engenheiro conta ainda que sua carência o deixou vulnerável. “Qualquer mulher que me tratasse de forma mais doce, eu acabava comparando. Já chorei no atendimento de um fastfood, quando a atendente me perguntou se eu havia tido um dia difícil”. L. acabou conhecendo a atual esposa e, segundo ele, sua vida mudou radicalmente. “Nunca me faltou afeto, diálogo e amor com ela, me sinto completo” e conclui: “Nunca sequer menti para ela”.

4 – Ele se sente inseguro

Outra razão importante por trás da infidelidade masculina está centrada nas inseguranças pessoais do homem. Quando se sente inseguro pode se sentir indigno de estar com sua parceira. Assim também, pode continuamente precisar de garantias, apoio e aprovação de sua parceira em uma ampla gama de circunstâncias.

Normalmente, os homens inseguros são muito carentes e procuram incessantemente a validação de suas parceiras, e mais importante, de si próprios, que são bons o suficiente. Com isso em mente, a pesquisa descobriu que os homens que são inseguros em seus relacionamentos são mais propensos a trair, conforme observado em um estudo do Journal of Family Psychology .

Finalmente, por causa da falta de confiança e medos latentes de um homem, como de não ser bom o suficiente, o motiva a buscar garantias e afirmações de valor próprio, tanto dentro quanto fora de seu relacionamento.

Certamente, um homem inseguro pode estar tão preocupado com o estado de seu relacionamento, que seu medo de perder sua parceira pode realmente induzi-lo a trair, o que em essência se torna uma profecia autorrealizável. Em suma, sua falta de confiança acaba destruindo o próprio alicerce do relacionamento que ele teme perder.

5 – Ele é egocêntrico

Por outro lado, enquanto os homens inseguros tendem a trair, também são infiéis os homens com um senso exagerado de importância e valor próprio. Especificamente, os egocêntricos acreditam que o mundo inteiro gira em torno deles.

Eles se sentem incrivelmente atraentes, inteligentes, bem-sucedidos e talentosos. E quando olhamos para os egocêntricos em termos de infidelidade, é interessante notar que seu senso de identidade excessivamente inflado, em conjunto com seu desejo de ser o foco de atenção, os torna fortes candidatos a trair.

Em resumo, homens narcisistas que acreditam que suas necessidades devem sempre ter precedência sobre as necessidades dos outros são mais propensos a buscar satisfação, elogio e atenção fora de seu relacionamento.

6 – Filho de pais infiéis

Ao examinar as verdadeiras razões pelas quais os homens traem, também há evidências de que a infidelidade pode ser uma característica da família. Especificamente um comportamento aprendido durante a infância.

Então, durante um estudo foi demonstrado que os homens são mais propensos a trair se seus pais forem infiéis. Isso se deve ao fato de que, durante a infância, os meninos olham para seus pais como exemplos e modelos de comportamento.

7 – Seus amigos são infiéis

Quando se trata de comportamentos aprendidos, os homens também tendem a trair se seus amigos forem infiéis.  De acordo com a pesquisa, mais de 75% dos homens que traem têm pelo menos um amigo próximo que também é infiel.

Assim, para esses homens, a traição se torna mais uma experiência do grupo, pois têm um entendimento mútuo e uma visão semelhante sobre a traição, o que lhes permite discuti-la abertamente e sem julgamentos.

Igualmente, o papel poderoso que a amizade pode desempenhar em relação à propensão de um homem para trair não para por aí, já que seus amigos também podem influenciar fortemente seu comportamento futuro e tomada de decisão racional.

Nesse sentido, de acordo com um estudo publicado no Journal of Consumer Research, os amigos de uma pessoa podem impactar fortemente sua decisão de ceder à tentação, pois os amigos se unem para agir de forma impulsiva e irracional. Em outras palavras, se um homem se cerca de amigos que tomam decisões ruins é mais provável que ele siga o comportamento deles.

8 – Ele está sendo traído

Uma razão adicional pela qual os homens traem é simplesmente o fato de que seu parceiro os está traindo. E sob esse tipo de circunstância angustiante, muitos homens olham para fora de seu relacionamento como uma forma de buscar vingança.

Além disso, esses homens também iniciam casos amorosos para recuperar o senso de poder e controle após terem sido vítimas da infidelidade.

Também foi demonstrado que os homens que estão sendo traídos se envolvem em suas próprias indiscrições como forma de se distrair da dor, traição, vergonha ou raiva. E começar um caso pode ajudá-los a reorientar sua energia e desviar sua atenção das ações dolorosas de seu parceiro.

Afinal, os homens que começam um caso em reação ao caso de sua parceira muitas vezes acabam minando sua autoestima ainda mais por se envolverem em comportamentos que vão contra seus valores pessoais, ética e moral.

9 – Ele quer provar seu desempenho sexual

Embora possa parecer contra intuitivo, os homens que são inseguros sobre suas habilidades sexuais têm maior probabilidade de trair a parceira. Na verdade, pesquisadores descobriram que homens com problemas de desempenho sexual tinham maior tendência de ser infiéis.

Uma explicação para esse resultado aparentemente conflitante é que os homens ficam menos inibidos quando estão com alguém que não é seu parceiro e tendem a se sentir menos nervosos e preocupados com seu desempenho com uma nova pessoa.

Nesse sentido, outra explicação é que a traição dá aos homens a oportunidade de estar com alguém que não está ciente de seus problemas de desempenho sexual anteriores, o que diminui a pressão para executar e agradar essa nova pessoa.

10 – Ele quer exercer seu poder

Uma outra razão pela qual os homens traem tem a ver com seu desejo de exercer mais poder, controle e dominação em diferentes aspectos de suas vidas. A pesquisa mostrou que os homens são mais propensos a trair quando estão em posição de poder.

E em muitos casos, o poder e o status na esfera social ou no local de trabalho dão aos homens um impulso de autoestima e senso de direito que os motiva a trair sua parceira, já que fornece a eles uma saída adicional para exercer seu poder e domínio sobre os outros.

Com isso em mente, não se pode deixar de pensar nas inúmeras celebridades, atletas famosos e políticos que se envolveram em escândalos de traição ao longo dos anos e foram infiéis. Como Henry Kissinger disse, “o poder é o grande afrodisíaco”.

11 – Ele gosta da emoção

Ao examinar as verdadeiras razões pelas quais os homens traem, é importante considerar como o próprio ato o faz sentir. Existe uma sensação de emoção e empolgação que o homem experimenta ao escapar impune de algo antiético e ilícito.

Na verdade, um estudo no Journal of Personality and Social Psychology descobriu que se envolver em um comportamento imoral sem ser pego pode fazer alguém se sentir bem, tanto mentalmente quanto fisicamente.

E esses sentimentos de alegria e exaltação podem ser poderosos o suficiente para motivar um homem a se envolver em comportamentos antiéticos e arriscados, como trair sua parceira.

12 – Genética

Pode até haver um componente genético associado ao desejo de trair e se envolver nesse tipo de comportamento de risco. Um estudo na revista PLoS One revelou que as pessoas que têm uma certa forma de um gene receptor de dopamina conhecido como DRD4 são mais propensas a trair, ter relações sexuais de uma noite e se envolver em outros tipos de comportamento sexual de alto risco.

Não surpreendentemente, o gene DRD4 também foi associado a outros comportamentos de busca de prazer e emoção, como beber álcool e jogar em excesso. E embora a presença desse gene não forneça uma desculpa para esse comportamento, ela fornece uma possível explicação.

13 – Abuso na infância

Ao trair, o homem pode estar reencenando ou latentemente respondendo a traumas de infância não resolvidos como negligência, abuso emocional, abuso físico, abuso sexual, etc. Em tais casos, suas feridas de infância criaram problemas de apego e intimidade que o deixam incapaz ou sem vontade de se comprometer totalmente para uma pessoa.

Ele também pode estar usando a excitação e a distração da infidelidade sexual como uma forma de se acalmar a dor dessas velhas feridas não cicatrizadas.

14 – Egoísmo

Assim é possível que sua principal motivação seja ele mesmo. Ele pode, portanto, mentir e guardar segredos sem remorso ou arrependimento, desde que isso lhe dê o que deseja. É possível que ele nunca tenha pretendido ser monogâmico.

Em vez de ver seu voto de monogamia como um sacrifício feito para e para seu relacionamento, ele o vê como algo a ser evitado e contornado.

15 – Impulso irrestrito

O homem, embora nunca tenha pensado em trair, se deixa levar quando surge uma oportunidade repentina. Então, sem nem mesmo pensar no que a infidelidade pode fazer ao seu relacionamento, ele vai em frente.

16 – Expectativas irrealistas

O homem pode sentir que sua parceira deve atender a todos os seus caprichos e desejos, sexuais e outros, 24 horas por dia, sete dias por semana, independentemente de como ela se sinta em qualquer momento em particular.

Ele não consegue entender que a mulher tem vida própria, com pensamentos, sentimentos e necessidades que nem sempre o envolvem. Quando suas expectativas não são atendidas, ele busca a realização externa.

17 – Raiva ou vingança

Homens traem para se vingar. Se ele está com raiva de sua companheira e quer machucá-la, o homem não se preocupa em mentir ou guardar segredos sobre sua traição, pois deseja que sua parceira saiba.

Para a maioria dos homens, nenhum fator único leva à decisão de trair. E às vezes as razões de um homem para a infidelidade evoluem conforme as circunstâncias de sua vida mudam.

Sempre há outras opções: terapia de casal, golfe, ser franco e honesto com a parceira e trabalhar para melhorar o relacionamento, ou separação ou divórcio.

Um homem sempre tem escolhas que não envolvem degradar e potencialmente arruinar sua integridade e a vida que ele criou. Ainda assim, saber por que ele traiu pode ser útil em termos de não repetir o comportamento no futuro.

Os sinais comuns de infidelidade

Convém prestar atenção se de repente o homem passa a se preocupar com sua aparência. Vale para um novo corte de cabelo e novas roupas íntimas, especialmente se sua cara-metade tiver a mesma aparência ao seu redor, mas significativamente melhor para o trabalho ou certos eventos sociais.

Primeiramente, o telefone e o laptop do seu parceiro nunca exigiram senha e agora estão travados, isso não é um bom sinal. De fato, o parceiro de repente começar a deletar conversas e limpar o histórico do navegador diariamente, isso não é um bom sinal.

Além disso, seu parceiro nunca abre mão de seu telefone, levando-o até durante o banho, ou se você pedir para usar o telefone do seu parceiro e ele disser que não, atenção.

Se estiver inacessível durante o trabalho em horários que antes atendia, bem como mantém o aparelho em modo avião até tarde ou em viagem de negócios, isso é um mau sinal.

Principalmente:

Tanto a diminuição quanto o aumento dos níveis de atividade sexual em seu relacionamento podem ser um sinal de infidelidade. Menos sexo ocorre porque seu parceiro está focado em outra pessoa; mais sexo ocorre porque ele vai tentar encobrir isso. Outro possível sinal de traição é que o sexo entre você e seu parceiro parece menos conectado emocionalmente.

Se houver cobranças nos cartões de crédito de seu parceiro, ou se aparecer menos dinheiro em suas contas bancárias, contas de aposentadoria, contas de investimento. Este é um possível sinal da traição. Se você perguntar ao seu parceiro sobre essas despesas e as respostas dele parecerem falsas, é provável que sejam.

A traição custa dinheiro: presentes, viagens, vinho e jantares, quartos de hotel, etc. Se você vir grandes retiradas de dinheiro ou evidências de compras em lugares que você raramente ou nunca frequenta, desconfie.

Além disso, se seu cônjuge está te traindo, a última coisa que ele deseja fazer é falar sobre isso com você. Portanto, quando você introduz esse tópico em uma conversa, eles podem tentar desviá-lo e evitá-lo.

Em suma, se você confrontou seu parceiro sobre a infidelidade e foi recebido com “se confiasse um pouco mais em mim, talvez as coisas ficassem melhores entre nós”, não permita que isso se sobreponha ao seu pressentimento de que algo está errado.

Não aceite a afirmação de seu parceiro de que você é o culpado. Se você não se sentir à vontade para confrontar seu parceiro, converse com um amigo de confiança ou um terapeuta.

Compartilhe

Contato

Telefone ou Whatsapp para verificação de disponibilidade e Agendamento para atendimento online:

(21) 98843-0729
Terapia de Casal RJ

Posts Relacionados

Compartilhe